A origem do dia dos pais: como surgiu no Brasil e no mundo?

A origem do dia dos pais: como surgiu no Brasil e no mundo?

Publicidade

Você já parou para pensar sobre a origem do dia dos pais? Essa data, tão marcante e celebrada ao redor do mundo, tem uma história rica e repleta de significados. No Brasil e em outros países, as comemorações do Dia dos Pais assumem características distintas, mas a essência é a mesma: homenagear aqueles que desempenham o papel paterno.

O dia dos pais é uma celebração que transcende as fronteiras geográficas. Em diferentes culturas, a figura paterna é reverenciada e homenageada. Mas como e quando essa tradição teve início? Ao adentrarmos no universo das celebrações, descobrimos que a origem do dia dos pais tem nuances locais e influências históricas.

Publicidade

Essa data comemorativa, hoje tão presente em nosso calendário, não surgiu da noite para o dia. As raízes do dia dos pais se entrelaçam com eventos e personagens que marcaram épocas.

A origem mundial do dia dos pais

(Fonte: Freepik)

A celebração do papel dos pais na sociedade tem raízes antigas. Os primeiros registros datam de cerca de 4.000 anos, na antiga Babilônia. Um jovem, chamado Elmesu, teria esculpido em argila uma mensagem desejando saúde e longevidade para seu pai.

Nos Estados Unidos, a comemoração moderna do dia dos pais foi influenciada por Sonora Dodd. Inspirada na dedicação de seu próprio pai, que criou seis filhos sozinho, Sonora buscou uma forma de honrar a paternidade e, em 1910, conseguiu celebrar a primeira versão oficial da data.

Na Europa, a influência cristã popularizou a celebração, especialmente na figura de São José, o pai adotivo de Jesus. Em muitos países europeus, o dia dos pais ainda é comemorado no dia 19 de março, dia de São José.

Publicidade

O surgimento do dia dos pais no Brasil

No Brasil, o Dia dos Pais foi inspirado pelo modelo americano, mas ganhou sua própria identidade. A primeira celebração ocorreu em 14 de agosto de 1953, em São Paulo, e foi sugerida pelo publicitário Sylvio Bhering. A data escolhida estava próxima ao dia de São Joaquim, considerado o patriarca da família.

A proposta inicial de Bhering era fortalecer os laços familiares e os valores morais, mas com o tempo, a data também assumiu uma conotação comercial, similar ao que ocorreu com outras celebrações, como o dia das mães.

Publicidade

Atualmente, o segundo domingo de agosto é reservado para homenagear os pais no Brasil. A data é marcada por reuniões familiares, presentes e, sobretudo, por demonstrações de carinho e gratidão.

Tradições e costumes ao redor do mundo

Embora a essência do Dia dos Pais seja universal, as tradições e costumes associados à data variam de país para país.

  • Tailândia: Aqui, o Dia dos Pais é celebrado no aniversário do rei. Os tailandeses vestem-se de amarelo (a cor associada ao rei) e saem às ruas para participar de festividades e homenagens.
  • México: As festividades são repletas de música, dança e, claro, comida. Uma tradição comum é a “Carrera del Día del Padre”, uma corrida de 21 km que acontece na Cidade do México.
  • Alemanha: Conhecido como “Vatertag”, o Dia dos Pais na Alemanha é também um dia para celebrar os homens em geral. Tradicionalmente, os grupos de homens fazem caminhadas puxando vagões cheios de cerveja e comida.

A influência comercial do dia dos pais

Ao longo dos anos, o Dia dos Pais ganhou uma conotação comercial forte, especialmente em países com economias mais consumistas. Esta transição é interessante e merece uma análise.

No mundo contemporâneo, a data é vista como uma oportunidade para alavancar as vendas no varejo. Empresas de diferentes segmentos lançam campanhas publicitárias voltadas para os produtos “favoritos” dos pais: desde ferramentas e carros até roupas e gadgets tecnológicos.

No Brasil, esta influência comercial é visível. As semanas que antecedem o segundo domingo de agosto são repletas de promoções. E, enquanto muitos críticos veem essa comercialização como uma perda do “verdadeiro significado” da data, outros acreditam que é uma forma de materializar o carinho e a gratidão que sentimos.

A figura paterna na cultura popular

A figura do pai sempre teve destaque na cultura popular, sendo representada de diversas formas em filmes, músicas e literatura. Algumas produções abordam a relação paternal de forma profunda e emocionante, enquanto outras utilizam a figura do pai como símbolo de força, sabedoria ou até mesmo comédia.

No cinema, por exemplo, temos filmes como “À Procura da Felicidade”, que retrata a luta de um pai para oferecer uma vida melhor ao filho. Na música, canções como “Father and Son” de Cat Stevens, exploram as complexidades da relação entre pai e filho.

No Brasil, a figura paterna é frequentemente explorada em novelas e programas de TV, refletindo a importância da família na cultura brasileira.

Reflexão sobre a paternidade moderna

Cada vez mais, os pais buscam uma participação ativa na vida dos filhos, quebrando antigos estereótipos de que a responsabilidade educacional seria primordialmente das mães.

A paternidade moderna valoriza o envolvimento, a presença e a emoção. Pais contemporâneos buscam equilibrar carreira e família, e a sociedade, aos poucos, reconhece e valoriza essas mudanças.

O Dia dos Pais, nesse contexto, é uma oportunidade não apenas de homenagem, mas também de reflexão sobre o que significa ser pai no século XXI. Além disso, com a ascensão das redes sociais e plataformas de compartilhamento, pais de todo o mundo estão usando esses meios para compartilhar suas experiências, desafios e alegrias.

Grupos de apoio, blogs e canais no YouTube dedicados à paternidade oferecem um espaço para discussão e aprendizado mútuo. Esta nova era digital trouxe uma dimensão adicional à paternidade, permitindo que pais se conectem e aprendam uns com os outros de maneira sem precedentes.

Lucas Monteiro
Lucas Monteiro
Olá, eu sou o Lucas, um apaixonado por todas as formas de arte e um crítico que ama colocar suas ideias no papel. Tenho diploma em História da Arte da Universidade Federal do Rio de Janeiro e adoro viajar o mundo explorando museus e galerias. Quando não estou escrevendo, você pode me encontrar pintando ou visitando exposições de arte local.
ARTIGOS RELACIONADOS

ÚLTIMAS NOVIDADES